terça-feira, 28 de maio de 2013

NOTA DE REPÚDIO!

Orla de Natal ganha novo visual até maio de 2014

A orla de Natal, que compreende as praias de Ponta Negra, Areia Preta, do Meio e Forte, passará por ampla reforma com mudança total de visual. O Projeto foi apresentado nesta segunda-feira, 27, ao prefeito Carlos Eduardo e aos empresários do Trade Turístico da Cidade pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi). As obras integram as ações preparatórias para a Copa do Mundo e tem prazo de conclusão determinado para maio de 2014. Os recursos, no valor de R$ 13,8 milhões, são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e liberados através do Ministério do Turismo. Conheça o projeto De autoria das arquitetas Teresa Cristina Pires, diretora do Departamento de Planejamento e Jussara Albuquerque, Chefe do Setor de Projetos da Semopi, a reestruturação urbana da orla de Natal compreende duas ações: adequação e acessibilidade das praias de Areia Preta, Meio e do Forte; e adequação e acessibilidade da Praia de Ponta Negra. A previsão é de que as obras sejam licitadas em junho e iniciadas em agosto, período que coincide com a conclusão das obras de enrocamento da Praia de Ponta Negra. O projeto beneficiará cerca de 7 km de orla e terá como principal diretriz a urbanização, serviços de eliminação de barreiras arquitetônicas, ordenamento do uso do solo, requalificação da orla urbana e consolidação do corredor turístico. No geral, serão feitas as seguintes intervenções: adequações do passeio público com substituição do revestimento do piso; implantação de novos mobiliários urbanos; ciclovias entre as praias do Meio e Forte; adequação e distribuição dos quiosques em áreas mais agradáveis e amplas; implantação de banheiros acessíveis; criação de áreas de depósito para guarda de materiais dos quiosques; rampas e escadarias para acesso a faixa de areia; sinalização adequada; área de estacionamentos; substituição de iluminação pública; iluminação decorativa; paisagismo; áreas de recreação infantil; e academia da Terceira Idade. Na ocasião, o prefeito Carlos Eduardo disse que o projeto seguirá para a licitação e que as obras deverão ser iniciadas nos primeiros dias de julho. “O desafio é concluir as obras até maio de 2014 porque a gente não vai perder essa oportunidade da Copa do Mundo. Natal vai estar na vitrine da mídia mundial. Sabemos que em dias de jogos a cidade contará com a presença de 1.800 jornalistas de todos os lugares do mundo. Isso sem contar que Natal, depois da copa, vai ter um legado que todos nós merecemos.” O prefeito aproveitou a oportunidade para pedir o apoio dos auxiliares diretos envolvidos com o projeto e dos empresários do trade turístico para deixar a cidade organizada dentro do prazo da realização da copa. E com essa preocupação, sugeriu que a partir a de janeiro fossem realizadas reuniões quinzenais contando, inclusive, com representantes dos governos federal e estadual. “Faremos uma espécie de foro para que a gente possa acompanhar e dar idéias as obras. A gente tem que somar porque ganha a cidade e todos nós saímos ganhando também”. A primeira reunião já ficou definida para o dia 14 de janeiro de 2014. “Por obrigatoriedade temos que entregar essa obra até maio de 2014 porque é recurso da União destinado à acessibilidade”, acrescentou o secretário de Serviços Urbanos de Natal, Raniere Barbosa. De acordo com ele, o projeto dará uma nova orla para Natal com paisagismo, acessibilidade e urbanização para Ponta Negra, Areia Preta, Meio e Forte. “É uma urbanização completa e que contempla equipamentos nunca existentes, como, por exemplo, academias, banheiros públicos, iluminação em led, ciclovias, quiosques de marca e eco bola, que são banheiros com 150 metros quadrados dispondo de climatização e wi-fi”. Na opinião do secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerril, nesse momento em que a cidade entra na vitrine da copa do mundo, não poderia ficar sem obras de melhoria na sua infra-estrutura. “A administração de Carlos Eduardo foi muito feliz em dar prioridade a Ponta Negra, nosso principal corredor turístico. Essa obra de urbanização em toda a orla recupera nossa imagem desgastada pela inércia da administração passada”. A solenidade foi realizada no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão e contou também com as presenças do presidente da Federação do Comércio (Fecomércio), Marcelo Queiroz, da Associação das Empresas de Mergulho Autônomo e Turismo Náutico (Amanáutica), Marcelo Zsigmond, Associação Brasileira dos Jornalistas Especialistas em Turismo (Abrajet), Liszt Madruga, Gerente da Lua Cheia Hostel e Taverna Pub, Renato de Lucca. Também prestigiaram o evento os secretários Ana Xavier, da Ouvidoria Geral do Município e Marcelo Toscano, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb). SITE DA PREFEITURA DO NATAL

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Natal adere ao Programa "Crack, é possível vencer"

Natal aderiu oficialmente nesta terça-feira (07), ao programa do Governo Federal “Crack, é possível vencer”. O prefeito, Carlos Eduardo, assinou o convênio em solenidade realizada na Escola de Governo do Rio Grande do Norte. O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo e a Governadora Rosalba Ciarlini estiveram presentes ao evento. Como anfitrião da solenidade o chefe do executivo municipal deu boas vindas ao Ministro da Justiça, destacando a importância do momento para a capital potiguar. Carlos Eduardo lembrou que os governos municipais não têm uma responsabilidade direta com a segurança pública, mas ressaltou que nenhum prefeito pode se negar a contribuir com o tema. Nesse sentido, o prefeito elencou algumas medidas adotadas pela sua administração para prevenir e combater a criminalidade em Natal. Ele anunciou ações como a melhoria na estrutura de sete escolas de educação infantil do município, como também adiantou que em junho serão licitados mais 10 projetos de construção de escolas e no mês de agosto para complementar essas ações no campo da educação municipal, mais 11 projetos de construção de escolas passarão pelo mesmo processo: “Só podemos vislumbrar um futuro positivo para os jovens de Natal se investirmos em educação e nós estamos fazendo isso”, ressaltou. O prefeito também falou sobre as ações relacionadas às melhorias nas praças. Em parceria com a Eletrobrás, a Prefeitura do Natal desenvolve o projeto “Reluz”. Com esse projeto a administração municipal está substituindo a iluminação defeituosa de vários bairros da cidade, com uma atenção especial às comunidades periféricas. No âmbito das políticas de assistência social a gestão trabalha incansavelmente para reativar os programas para atender a população. O executivo natalense já avançou na reestruturação dos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS e Centros de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS. Carlos Eduardo anunciou também que a Prefeitura vai revitalizar o Programa de Acompanhamento as Famílias dos dependentes químicos. Esse programa tem um foco direto nas famílias, oferecendo tratamento ao usuário, educação para as crianças que não estão em creches ou escolas e capacitação para pais e mães, com a inserção desses chefes de família no mercado de trabalho: “Quando o usuário voltar para casa reabilitado vai reencontrar sua família encaminhada e vai pensar duas vezes em voltar ao mundo das drogas”, disse. O chefe do executivo natalense ainda destacou o fortalecimento dos programas da Guarda Municipal de Natal. O projeto do “Pelotão Escola” será reativado e a secretaria municipal de Defesa Social está trabalhando para viabilizar o “Guarda na Praia” e o “Guarda Cidadã”. No final do seu pronunciamento o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, reafirmou o compromisso de sua administração de contribuir com as outras esferas de governo para ampliar a rede de prevenção e combate as drogas: “Esse problema já tomou proporções inaceitáveis e o programa “Crack, é possível vencer” representa um grande avanço para vencermos essa guerra contra as drogas”, enfatizou. O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, contou que o projeto “Crack, é possível vencer” é ousado, visto que o Governo Federal destinou R$ 4 bilhões em recursos para abastecer as ações do programa. O gestor federal conclamou todos os órgãos envolvidos no processo a somarem forças para obter sucesso: “Essa união é fundamental”, falou. Segundo Cardozo a ação parte de duas premissas importantes: O enfrentamento das organizações criminosas e narcotraficantes de forma veemente, o tratamento diferenciado aos usuários de entorpecentes, entendendo que eles são indivíduos que necessitam de acompanhamento médico e psicológico. José Eduardo Cardozo adiantou que em junho Natal já vai receber Unidades de Transmissão Móvel equipadas com um sistema de monitoramento eletrônico para serem utilizadas nas áreas mais adensadas no combate e prevenção da criminalidade. O coordenador do Comitê Gestor Municipal do Programa “Crack, é possível vencer”, Fábio Potiguar, presente ao evento e explicou qual será o papel da Prefeitura do Natal no projeto. A administração municipal vai atuar em três eixos: Prevenção, cuidado e continuidade. As secretarias do Gabinete do Prefeito (Segap), Defesa Social (Semdes), Saúde (SMS), Trabalho e Assistência Social (Semtas) e Educação (SME) atuarão de forma integrada. Serão instaladas na capital potiguar 40 câmeras em duas áreas: Felipe Camarão e Nossa Senhora da Apresentação. Três novos Centros de Atendimentos Psicossocial, funcionando 24 horas por dia serão criados. Os funcionários dos CRAS e CREAS serão capacitados para promoverem um melhor atendimento aos pacientes e as famílias. SITE DA PREFEITURA DO NATAL