quinta-feira, 11 de março de 2010

CHAPA 02 A GENTE TÁ NESSA É NOTÍCIA NO SITE NA BOCA DO MUNDO!


Chapa "A gente tá nessa" promete mudanças no Conselho das Quintas

O Conselho Comunitário das Quintas terá eleições para uma nova diretoria no dia 24 de abril e a chapa "A gente tá nessa" promete mudar o atual cenário das lideranças comunitárias em um dos mais antigos bairros natalenses.

A campanha da chapa "A gente tá nessa", encabeçada por Vanderson Gomes, será lançada no próximo dia 27 de março, com propostas de melhorias em todas as áreas da comunidade.

Além de contar com o apoio do jovem morador das Quintas para mudanças nos quadros políticos a chapa, segundo Vanderson, terá como pleitos a construção de uma base da Polícia Comunitária nas Quintas, pois a localidade conta com uma viatura mas não possui a estrutura física. Buscará também o término da reforma do posto de saúde, que está a 8 meses paralisado, assim como a utilização do prédio alugado pela Prefeitura de Natal para um Centro Municipal de Educação Infantil, que está a 8 meses fechado


SITE NA BOCA DO MUNDO

domingo, 7 de março de 2010

1ª REUNIÃO DA CHAPA 02 FOI DE MUITO INCENTIVO

FOI UM SUCESSO A 1ª REUNIÃO REALIZADA COM OS INTEGRANTES DA CHAPA 02 QUE CONCORRE AO CONSELHO COMUNITÁRIO DO BAIRRO DAS QUINTA. OS COMPONENTES DA CHAPA E OS COLABORADORES DESTACARAM PALAVRAS DE INCENTIVO PARA UMA CANDIDATURA QUE FOI REVISTA DE ÚLTIMA HORA. PARA TODOS QUE PARTICIPARAM DA REUNIÃO, A CHAPA 02 QUE É ENCABEÇADA PELO JOVEM VANDERSON GOMES E JOÃO BORBOLETA TEM REAIS CHANCES DE CRESCIMENTO POR FATOS QUE SÃO AVALIADOS POR TODOS NÓS.
NA REUNIÃO TRATAMOS DE PLANEJAR O INICIO DA CAMPANHA E PLANEJAMOS DIVERSAS ATIVIDADES E EVENTOS QUE VAI ALAVANCAR A NOSSA CANDIDATURA.

VAMOS A LUTA!

quarta-feira, 3 de março de 2010

João Faustino admite entrar em disputa por suplência de Agripino

Ex-deputado pretende permanecer como suplente de Garibaldi, mas diz que legenda vai pleitear vaga na chapa do DEM caso lei inviabilize aliança com PMDB.
A disputa pela vaga de suplente do senador José Agripino (DEM) pode não ficar apenas entre os membros do Partido Verde, que deve apoiar a candidatura de Rosalba Ciarlini (DEM) ao Governo. O ex-deputado João Faustino (PSDB), atual suplente de Garibaldi Filho (PMDB), admitiu, nesta quarta-feira (3), que o partido pode pleitear a vaga de suplente na chapa de Agripino, caso uma aliança com o PMDB seja inviável.

Dividido na eleição deste ano, o PMDB tem a intenção de lançar Garibaldi na chapa majoritária sem que haja uma aliança e, desse modo, o partido possa trabalhar nas coligações para deputado federal, estadual e que os membros da legenda possam também estar no palanque de Iberê Ferreira (PSB) ou de Rosalba Ciarlini (DEM). A indicação do PSDB para a suplência de Garibaldi, na opinião de jurista, inviabilizaria essa flexibilidade para os membros do PMDB.

De acordo com o advogado Fábio Hollanda, que recentemente ocupou cadeira no Tribunal Regional Eleitoral do estado, um partido político que indicar um suplente de outro partido, não poderá apresentar uma coligação contraditória nas chapas proporcionais de deputados estaduais e federais. Assim, caso o PMDB indique o suplente do PSDB, que seria João Faustino, o partido não poderia compor coligação na chapa proporcional com PSB, PT e PR, por exemplo, que são partidos que deverão estar aliados a Iberê.

“A não ser que o PSDB não formalize apoio a Rosalba, aí o PMDB poderia fazer a coligação com o partido (PSDB) para senador, com a indicação do suplente, e poderia fazer coligação com os outros partidos que estiverem coligados ao candidato de situação”, explicou Fábio Hollanda.

Afirmando que a posição de suplente que ocupa foi uma conquista do PSDB há oito anos, João Faustino não vê problemas em uma aliança com o PMDB, dando como exemplos a aliança que PMDB e PSDB tem em vários estados do país. O ex-deputado, inclusive, disse ter a impressão que o PMDB decidirá seu rumo com base no que for melhor para Garibaldi. Entretanto, João Faustino não descarta a possibilidade de buscar a vaga de suplente de Agripino.

“Temos discutido (vaga de suplente), mas ainda não há esse jogo de jogar com duas alternativas (vagas de Agripino e Garibaldi). A aliança é com Garibaldi. Se isso não for possível, vamos buscar uma aliança com o Democratas”, garantiu o presidente de honra do PSDB.

Atualmente, o PV tem despontado como partido que deverá indicar o suplente de Agripino. O deputado estadual Paulo Davim é o preferido do senador, mas a presidente do PV no estado, a prefeita Micarla de Sousa, estaria discutindo sobre a possibilidade de que a irmã, Rosy de Sousa, ou até a mãe, Miriam de Sousa, ocupe a suplência. Além dos verdes, outro que busca a vaga é o ex-deputado federal Ney Lopes de Souza, do Democratas.

PORTAL NO MINUTO

Obras da Arena das Dunas não têm início na data prevista

As obras, demolições e reformas em Natal, dentro do planejamento voltado para a Copa de 2014, deveriam ter sido iniciadas nesta segunda-feira (1). Porém, de acordo com o Portal Copa 2014 atrasos no andamento da capital potiguar e em outras 11 cidades-sedes adiaram o inicio das obras.

Um novo prazo foi firmado pela Confederação Brasileira de Futebol - CBF, 3 de maio, caso contrário, uma explicação traduzindo adequadamente as razões que levaram a um eventual atraso devem ser repassadas ao Comitê Organizador Local (COL), formado por representantes da FIFA e CBF.

Das 12 cidades, duas estão listadas como as mais atrasadas. Rio de Janeiro e Natal que sequer concluíram o edital de licitação. A explicação para o atraso segundo o Comitê de Organização foi a mudança do processo licitatório. O documento inicial lançado em dezembro de 2009 trazia o formato de Sociedade de Propósitos Específicos (SPE). Contestado pelo Ministério Público Estadual, que entrou com uma ação civil pública buscando impedir que as empresas responsáveis pelas obras fossem acionadas via licitação de chamamento, foi modificado.

Dessa forma, um novo modelo licitatório de concorrência foi lançado agora, em Parceria Público-Privada (PPP). "Com a mudança da SPE para a PPP, tivemos que reiniciar o processo novamente. Foi necessária que uma nova modelagem econômica e jurídica fosse feita para então ser analisada pela prefeita e pela governadora. Tudo tem que ser analisado e os cálculos refeitos", afirmou Fernando Fernandes, presidente do Comitê de Organização.

O presidente do Crea/RN Francisco Adalberto, contou que há 30 dias um ofício foi enviado ao Governo do Estado solicitando um Orçamento de Referência com a indicação de um profissional responsável, arquiteto ou engenheiro das obras para a construção da Arena das Dunas. Como este oficio não obteve resposta uma notificação foi enviada ao Secretário, presidente do comitê. "Não entendo por que o governo acha que não deve explicações. A Fifa exige a emissão de um ART - Anotação de Responsabilidade Técnica- documento que confere legitimidade documental e assegura, com fé pública, a autoria e os limites da responsabilidade e participação técnica na obra ou serviço. Nem mesmo esse procedimento foi feito" constatou o presidente.

Ele explicou que para a demolição do Machadão, previsto no projeto divulgado também é necessário um projeto e que o Crea ainda não foi informado de nada. "Na verdade eu acredito que com menos de 20% do orçamento, previsto para a construção do novo estádio é possível fazer adequações no Machadão para a Copa 2014, porém não é o Crea que decide sobre a demolição".

CORREIO DA TARDE

Cem mil potiguares ficam sem água

Uma população de cerca de 100.550 potiguares vivem uma dramática realidade de seca no interior do estado. Numa época de pouquíssimas chuvas, a Operação Pipa, responsável pelo abastecimento de 50 municípios no Rio Grande do Norte, foi suspenso no final de fevereiro por falta de recursos do governo federal necessários para que o Exército possa realizar a operação. Em cidades como Apodi, na região Oeste, a situação é crítica. Segundo o coordenador de Defesa Civil do município, Marcílio Reginaldo de Souza, a população das comunidades está desesperada com a falta de água. "Os pipeiros abastecem as cisternas e a água dura por cerca de cinco dias em cada comunidade. Mas o problema é que existem comunidades que deixaram de ser atendidas há oito dias e as pessoas estão desesperadas", afirma. A operação foi interrompida em todo o Nordeste, de acordo com o informação do Comando da 7ª Brigada do Exército.
Marcílio conta que os poços do município foram desativados e o abastecimento por meio dos carros-pipa é a única forma de eles obterem água quando não está chovendo. "Os poços estão desativados e a menor distância da comunidade até a cidade é de 10km. Então fica impossível para a população se deslocar até a zona urbana para pegar água", acrescenta.

Medidas urgentes

Ele diz que a população está se reunindo com a prefeitura para tentar viabilizar carros-pipa, mas adianta que não existem recursos destinados ao poder municipal para esta finalidade. "O carro pipa custa em média R$ 80 e a população carente não tem esse dinheiro. Com esse entendimento, a prefeitura está estudando uma possibilidade de poder arcar com essas despesas, mas não existe verba destinada ao município para essa finalidade, por isso dependemos do programa. Do jeito que está, a população fica sem nenhuma assistência", explica.

Em Apodi, o abastecimento do programa da Secretaria Nacional de Defesa Civil atende a uma média de 7,8 mil habitantes, correspondente a quase 22% de total da população do município, em uma área com um clima muito quente e semi-árido.

DIÁRIO DE NATAL

Governo Wilma gastou mais de R$ 1 bilhão do orçamento 2010 em apenas 12 dias úteis

O governo do Rio Grande do Norte executou 15% do Orçamento Geral do Estado (GE) nos doze primeiros dias úteis do ano. A informação é do secretário estadual de Planejamento e Finanças (SEPLAN), Nelson Tavares. Ao todo, o OGE 2010 é de R$ 7,4 bilhões, e o valor gasto até agora representa R$ 1,1 bilhão – ou R$ 92,5 milhões por dia útil. O OGE 2010 foi aberto no último dia 2 de fevereiro.

De acordo com o secretário Nelson Tavares, cerca de 7% do OGE 2010 foi executado em janeiro, à conta de um doze avos, previsto em lei para ser pago em caso de necessidade antes da abertura do orçamento. O secretário informou que em fevereiro também foram liberados valores de restos a pagar.

Apesar disso, Nelson Tavares afirmou que os valores gastos pelo governo até agora estão dentro do que foi planejado. “Até agora, foi executado muito pouco, porque em janeiro não havia orçamento e ficou liberando a 1/12. Até agora executamos 15% do orçamento”, afirmou.

De acordo com o secretário de Planejamento, os valores estão sendo liberados de forma equitativa para todos os setores do governo, “porque o governo não está parado”, citando os gastos com custeio (água, luz, telefone). “Em março, estaremos fazendo o planejamento para a liberação de dinheiro para obras”, adiantou.

Informações que circularam ontem davam conta de que a governadora Wilma de Faria (PSB) deixaria o governo em abril para ser candidata ao Senado com boa parte do orçamento comprometido, engessando a futura administração Iberê Ferreira de Souza (PSB), que assume o governo com a pretensão de imprimir um toque pessoal na gestão estadual e tentar a reeleição em outubro.

Um dos setores que teria o orçamento comprometido seria a Comunicação Social, onde, de um total de R$ 12 milhões, R$ 4 milhões – ou um terço -, de acordo com Nelson já teriam sido executado do orçamento. “Desses quatro milhões, menos de dois dizem respeito ao Orçamento deste ano. O que eu quis dizer é que dois milhões foram para o pagamento de restos a pagar do ano passado”, corrigiu.

“Estamos caminhando normalmente. Fizemos restos a pagar; temos uma programação de obras, com aporte de obras grande, para março, o que implica que de março até dezembro estaremos realizando obras”, afirmou Tavares.

Indagado se o cidadão sentirá diferença entre as gestões de Wilma de Faria e Iberê Ferreira, com a mudança de comando do Estado prevista para abril, o secretário de Planejamento, cotado para permanecer à frente da pasta, disse que a mudança será “apenas no estilo pessoal”.

“Nos serviços e no encaminhamento de obras não vai haver grande diferença. Existe participação de Iberê no governo já há algum tempo. A governadora tem o poder de comando, mas ela sempre consulta os outros. Não acredito em guinada significativa, de cento e oitenta graus, a não ser no estilo pessoal de governar”, acrescentou.

Sobre sua permanência no governo, Nelson Tavares disse que está preparando a Secretaria Estadual de Planejamento para o sucessor, “que quem vai decidir será Iberê”. “Se for sair, saio com muito orgulho; mas, se for ficar, estará tudo arrumadinho”, encerrou.

JORNAL DE HOJE

Aprovado pelo TSE: este ano será permitido votar em trânsito para presidente e vice

Pronto.
Se você faz questão de votar em Dilma, Serra, Marina, etc....
Mas nas eleições de outubro não estará no Estado de seu domicílio eleitoral...
Sem problemas.
O TSE aprovou agora à noite, a resolução que trata do voto em trânsito.
Mas calma.
Só vale para quem estiver no Brasil, e em caso de uma viagem de última hora, seu presidenciável vai perder seu voto.
Os eleitores que estiverem nessa situação, poderão solicitar a transferência provisória do título para uma das capitais dos Estados e, assim, votar nos candidatos a presidente e vice-presidente da República.
Mas a transferência, que pode ser feita em qualquer cartório eleitoral do país, tem que ser solicitada entre 15 de julho e 15 de agosto, e já indicando em qual capital o eleitor vai estar.
A mobilidade foi introduzida pela lei 12.034/2009.
A eleição acontecerá no dia 3 de outubro, e, nos casos de segundo turno, no dia 31 de outubro.

THAISA GALVÃO

Eleitor terá acesso à ficha criminal de cada candidato

Para os eleitores que fazem questão da ‘ficha limpa’ para poder dar o voto ao candidato, saiba que a partir de agora não vai ser difícil saber se o da sua preferência andou se encalacrando por aí
Na sessão da noite desta terça, que terminou por volta das 23 horas, o TSE determinou que, pela internet, o eleitor terá acesso à ‘ficha’ do candidato.
É que as certidões serão digitalizadas pela Justiça Eleitoral para que o eleitor possa consultar a situação criminal de cada candidato por meio do Sistema de Divulgação de Candidaturas, na página do TSE, na internet.
*
Caso algum candidato apresente...algum probleminha...sabe?...
Terá que apresentar a documentação sobre o andamento específico de cada processo, na hipótese de certidão criminal positiva, à Justiça Eleitoral, num prazo de 72 horas.
Se não obedecer, poderá ter o registro de candidatura negado por ausência de documentos exigidos no pedido de registro

THAISA GALVÃO