sábado, 27 de fevereiro de 2010

ELEIÇÃO COMUNITÁRIA NO BAIRRO DAS QUINTAS DEVERÁ SER ACIRRADA


Nesta última quinta-feira dia 25/02 as lideranças comunitárias do bairro das Quintas se articularam de várias formas para registrar as chapas que concorrem a eleição para o conselho comunitário. A eleição que está sendo coordenada pela FECEB já foi iniciada a partir do dia 26/02 e ocorre até o dia 24/04 véspera da votação. A disputa promete ser acirrada, pois foram registradas seis chapas, dentre elas, nomes tradicionais que já disputaram o mesmo pleito e outros nomes que surgem como renovação dos quadros políticos do bairro. A votação ocorre no dia 25/02 das 08 as 17 horas e as chapas são respectivamente essas:

Chapa 01 - Veridiano Leocádio e Jefferson Sandro;
Chapa 02 - Vanderson Gomes e João Ferreira (Borboleta);
Chapa 03 - Chico Ambulante e Zeca;
Chapa 04 - Luciano(Palhaço cebolinha) e Bido locutor;
Chapa 05 - Jair Pereira e Récio;
Chapa 06 - Sargento Andréa e Carla Fernandes.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

ELEIÇÃO COMUNITÁRIA NO BAIRRO DAS QUINTAS

NESTA QUINTA-FEIRA DIA 25 DE FEVEREIRO FORAM ENCERRADAS AS INSCRIÇÕES PARA QUEM SERÁ CANDIDATO AO CONSELHO COMUNITÁRIO DO BAIRRO DAS QUINTAS. FORAM INSCRITAS SEIS CHAPAS QUE JÁ PODEM FAZER SUAS CAMPANHAS QUE ENCERRA-SE EM 24 DE ABRIL, VÉSPERA DA VOTAÇÃO. OS MORADORES QUE SE ASSOCIARAM AO CONSELHO COMUNITÁRIO TERÃO DIREITO A VOTAR NA ELEIÇÃO QUE OCORRE EM 25 DE ABRIL. O CADASTRAMENTO FOI ENCERRADO EM OUTUBRO DE 2009, SEGUINDO NORMAS ESTATUTÁRIAS.
DENTRE OS CANDIDATOS EXISTE UMA CANDIDATURA DO SEGMENTO JOVEM DO BAIRRO QUE ENCABEÇADA POR MIM. SOU CANDIDATO POR ACREDITAR QUE POSSO CONTRIBUIR MUITO PARA MELHORIA DO NOSSO BAIRRO E POR ACREDITAR QUE É NECESSÁRIO O SURGIMENTO DE NOVAS LIDERANÇAS COMUNITÁRIAS E PELA RENOVAÇÃO DOS QUADROS POLÍTICOS DO BAIRRO DAS QUINTAS.
ATÉ LÁ!

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Carlos Eduardo defenderá presença de Lula no RN

Pedetista lembrou que, se for confirmada candidatura de Ciro Gomes (PSB) à presidência, o único palanque que Lula terá no estado será o dele.
O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, pré-candidato à sucessão estadual pelo PDT, deve lutar pela presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a campanha eleitoral no Rio Grande do Norte. Mesmo após as declarações do petista, afirmando não vai visitar estados onde dois candidatos da base aliada disputem a chapa majoritária, ele afirmou que, se Ciro Gomes (PSB) for mesmo candidato à sucessão presidencial, Lula só terá um palanque no Rio Grande do Norte - o dele.

“Se for confirmado o nome de Ciro Gomes como candidato pelo PSB, o único palanque legítimo do presidente Lula no RN será o nosso. Naturalmente o PSB terá que apoiar Ciro, até porque temos a lei de fidelidade partidária, que está em vigor há cerca de dois anos e determina que o partido apoie o seu candidato. Inclusive essa lei vem cassando muita gente por infidelidade partidária. Com isso, queremos, sim, Lula no RN em nosso palanque”, ressaltou Carlos Eduardo.

O pedetista lembrou ainda que a sua candidatura tem o aval do diretório nacional do PDT, que apoia a ministra Dilma Roussef para disputar a presidência como candidata única da base. “Nosso partido decidiu não lançar candidato para poder apoiar Dilma. E o PSB poderá ter um candidato”, ressaltou Carlos Eduardo.

Contudo, o ex-prefeito de Natal ressalvou que muita coisa ainda pode acontecer e será necessário tempo para ver o desenrolar dos fatos e alianças políticas para que tudo possa ser finalizado.

“A atitude do presidente Lula é de não fazer opção por dois correligionários, uma estratégia que respeitamos aqui no Rio Grande do Norte. Mas, se Ciro for mesmo candidato do PSB, não terá motivos para Lula deixar de participar da nossa campanha. E é claro que queremos Lula no RN para apoiar nossa candidatura”, concluiu Carlos Eduardo.


PORTAL NO MINUTO

Lula não vai participar de campanha onde haja dois palanques de partidos aliados

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (19) que não irá participar de campanha política em estados onde houver mais de um palanque com candidatos de partidos aliados, como o PT e o PMDB.

“Se em algum estado não tiver possibilidade de construir aliança política o que vai acontecer é que o presidente da República não participa da campanha naquele estado, por que não acredito muito na história de dois palanques, não é possível que uma pessoa possa vir a um estado e fazer um palanque aqui e outro ali”, disse.

O presidente disse ainda que as direções partidárias devem gastar os argumentos que tiverem para que se possa fazer essa aliança política.

Lula deu a declaração a jornalistas após participar de evento em Três Lagoas (MS), onde o governador do Estado, André Puccinelli, do PMDB, deverá concorrer à reeleição. Zeca do PT também é apontado como um possível candidato ao governo do estado.


NA BOCA DO MUNDO

Em mensagem anual, Wilma critica opositores do seu governo


Durante a leitura da última mensagem anual da gestão estadual, ocorrida a pouco na Assembléia Legislativa, a governadora Wilma de Faria trouxe em seu discurso um tom emocionado. Com a Casa lotada, Wilma fez um balanço das ações do seu governo e, de quebra, alfinetou a oposição.

“Sempre que escuto ou que leio algumas críticas que são feitas ao nosso governo, movidas sabe Deus por quais interesses, fico a me perguntar se alguma mente em sã consciência acha que todas essas ações e todos esses números, simplesmente, caíram do céu. Ou foram obtidos pelo toque de uma varinha de condão,” relata Wilma.

Em suas palavras iniciais, a chefe do executivo estadual, que deixará o governo em abril para disputar uma vaga para o senado, declarou que ‘jamais’ faria um discurso melancólico ou de despedida. Para Wilma, a sensação sentida após sete anos de governo é “de paz pelo dever cumprido, de consciência do que ainda há para ser feito, e de satisfação por constatar que foi feito muito mais do que se imaginava”.

A governadora aproveitou para fazer um balanço completo da sua administração nas diversas áreas como: saúde, educação, estradas, turismo, geração de energia, emprego e renda.

Wilma aproveitou para criticar também aos que ‘alardeavam’ que o abastecimento d’água era um problema resolvido pelo governo anterior. “Em matéria de adutoras, o nosso governo, foi, a bem da verdade, o divisor de águas,” ressaltou.

Na área social foi destacados programas como o Jovem Empreendedor, Aprendiz Cidadão, Pró-Jovem Urbano, Pró-Jovem Trabalhador, Renda Mais, dentre outros.

O vice-governador, Iberê Ferreira de Souza, que assume o governo em abril, foi lembrado pela governadora como sendo “parceiro para todas as horas”.

Ao encerrar o discurso, a governadora citou Che Guevara, como a síntese do seu pensamento: “Sonha e serás livre de espírito... luta e serás livre na vida”.


NA BOCA DO MUNDO

Greve de escolas atrapalha famílias

A greve dos professores das escolas municipais, que chegou ontem ao seu segundo dia, começa a prejudicar não apenas os alunos que ficam sem o conteúdo escolar, mas também as famílias que não se planejaram para uma paralisação justamente no início de um ano letivo. Alcançando basicamente as escolas de ensino infantil e fundamental, com crianças normalmente na faixa etária dos 3 aos 14 anos, a greve atinge em cheio as famílias que têm a escola como principal ponto de apoio para os pais poderem trabalhar. Hoje, esses pais vivem o problema de não ter com quem deixar os filhos, temendo os perigos de ficar em casa sozinhos ou na rua brincando.
Esse dilema está sendo vivido pela auxiliar de serviços gerais Jaupiara da Silva, que trabalha numa creche em Natal e não tem com quem deixar seus dois filhos Jefferson da Silva, 11, e Carlos Eduardo, 8 no período da manhã. Eles fazem o 5º e o 3º ano, respectivamente, na Escola Municipal Professora Mareci Gomes. Segundo Jaupiara, a situação só não se complica mais ainda porque à tarde eles vão para um projeto de atividades extra-escolares. Ela disse que está tentando que alguém fique com as crianças, mas se não conseguir terão que ficar em casa pela manhã enquanto ela trabalha. Sem atividade pedagógica, eles deverão ficar brincando ou vendo TV.

É o caso também da diarista Roseane Silva Alves, mãe de Jônatas Michael da Silva Araújo, 7 anos, que estuda na mesma escola. Roseane, que já vive diariamente o problema de ter que pagar alguém para ficar com sua filhinha Heloária Alves de 1 ano e 2 meses porque não conseguiu vaga numa creche municipal, agora não sabe se o dinheiro das faxinas que faz vai dar para pagar a pessoa para cuidar também do seu filho mais velho.

Outra mãe enfrentando problemas devido à greve é a funcionária pública Patrícia Medeiros. Residente no bairro de Brasília Teimosa, ela tem dois filhos matriculados na Escola Municipal Henrique Castriciano. Ela acha que a greve vai inviabilizar as férias das crianças já que os professores terão que repor as aulas nesse período para completar o calendário escolar. "Nesse problema, as famílias é que se prejudicam. Pedi ao meu marido para tirar férias do trabalho e ficar com as crianças, mas ele disse que não pode. O jeito é deixá-las na rua porque já são grandes e não tenho como prendê-las em casa", lamentou Patrícia.

Segundo Patrícia, o passatempo predileto dos meninos na rua é soltar pipa e andar de bicicleta. E as meninas preferem lan houses e uma minoria fica em casa, auxiliando as mães nas tarefas domésticas. "Eu não sei estudar sozinha, então eu tenho que esperar a greve terminar", alega a aluna Mariane Brito da Silva, aluna do 6º ano, acrescentando que sua mãe até gostaria de lhe ajudar a fazer as tarefas até a greve acabar, mas não tem conhecimento para isso. Além disso, são poucas as mães que forçam o filho a estudar sozinho em casa, por isso não há como segurar os meninos em casa", lamentou Marcia Moura, outra mãe.

Acampamento

A greve já estava sendo anunciada desde o ano passado, quando o Sinte/RN apresentou à Secretaria de Educação uma pauta reivindicando o cumprimento de acordos previstos no Plano de Carreira da categoria e o pagamento de terço de férias atrasados, além de promoções horizontais e verticais que estão atrasadas desde o início do ano passado. Um das principais queixas dos profesSores é a questão da reposição salarial que os professores reivindicam o pagamento de 29% divididos em três vezes, mas a prefeitura só quer pagar 5%.

Logo após a deflagração da greve, na quinta-feira de manhã, a direção do sindicato se reuniu com o secretário de Educação, Elias Nunes, e com o prefeito em exercício, Paulinho Freire. Na reunião, Paulinho anotou as reivindicações e lembrou a questão do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O sindicato solicitou indicar sugestões para a Prefeitura fazer a redução de gastos com a máquina administrativa. O prefeito em exercício se prontificou em recebê-las na próxima terça-feira, quando haverá um novoencontro.

Falando ontem ao programa Super Show da Clube, do apresentador Salatiel de Souza, a secretária adjunta de Educação da Prefeitura, Adriana Trindade, disse que desde o momento em que foi deflagrada a greve, as Secretarias de Planejamento e Educação fazem reuniões para apresentar uma proposta ao Sindicato. Enquanto isso, os professores planejam acampar, a partir da próxima segunda feira, em frente à sede Prefeitura de Natal.


DIÁRIO DE NATAL

Ibope: Serra lidera em todos os cenários à Presidência

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), lidera todos os cenários da corrida à Presidência, indica pesquisa Ibope/Diário do Comércio divulgada nesta semana. De acordo com a sondagem, encomendada pela Associação Comercial de São Paulo, os resultados do tucano, no primeiro turno, variam de 36% a 41% das intenções de voto.

No principal cenário, o tucano tem 36% e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, 25%. A pesquisa, feita entre os dias 6 e 9, com 2.002 entrevistados, mostra que os candidatos seguem estáveis em relação aos dados de dezembro, com exceção da petista, que cresceu oito pontos. Serra oscilou dois pontos para baixo.

Em terceiro lugar, nessa lista, aparece o deputado Ciro Gomes (PSB-CE), com 11% (em dezembro, eram 13%), seguido da senadora Marina Silva (PV-AC), com 8% (antes, 6%). Votariam em branco ou anulariam o voto 11% e 9% se disseram indecisos ou não responderam. A margem de erro é de dois pontos.

O melhor desempenho de Serra, quando abre 13 pontos de distância em relação a Dilma, é no cenário sem Ciro. Nesse quadro, o tucano aparece com 41% e a petista, com 28%. Marina, em terceiro, teria 10%. Em branco ou nulo somaram 12% e os últimos 9% não souberam ou não quiseram responder.

Para a diretora-executiva de atendimento e planejamento do Ibope, Márcia Cavallari, "os cenários estimulados pela pesquisa mostram que, com a saída de Ciro da disputa, aumenta a probabilidade de a eleição acabar no primeiro turno".

Lula em alta

De acordo com o Ibope, tanto a avaliação do governo quanto a do presidente Lula seguem em alta.

O governo foi considerado ótimo ou bom por 76% dos entrevistados. Para 19%, é regular e outros 5% responderam ruim ou péssimo. O modo de governar de Lula foi aprovado por 84% e rejeitado por 13%.

Para 34% das pessoas ouvidas, o próximo presidente deveria dar "total continuidade ao governo atual". Outros 64% apoiam algum tipo de alteração - 29% querem pouca mudança, 25% querem ver mantidos só alguns programas e 10% esperam mudança total. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


MSN NOTÍCIAS

Dilma é lançada para sucessão de Lula e defende continuidade

Dilma Rousseff foi lançada pelo PT neste sábado, por aclamação, para disputar a sucessão presidencial nas eleições de outubro. Ao aceitar a indicação, a ministra reafirmou os compromissos econômicos do atual governo e prometeu avançar ainda mais na transformação social do país.

"Vamos manter e aprofundar aquilo que é a marca do governo Lula... seu compromisso social", disse Lula no encerramento do 4o Congresso Nacional do PT. "Queremos um Brasil para todos."

"A tarefa de continuar mudando o Brasil é de milhões. Somos milhões... vamos até a vitória, viva o povo brasileiro", afirmou Dilma ao concluir seu discurso de aceitação.

Antes de a ministra falar para os delegados petistas e políticos de partidos aliados, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez o encaminhamento da votação em um longo discurso, no qual ressaltou conquistas de seu governo com qualidades da petista.

"Ela nunca, em nenhum momento, teve dúvida de que lado deveria estar", disse Lula em seu discurso.

Ao falar das suas características, Lula não deixou de lado a fama de durona de Dilma, ressaltando isso como uma de suas grandes qualidades.

"Ela é uma pessoa, eu diria, rigorosa", lembrou Lula. "Isso é a grande virtude, é ser rigorosa no trato das coisas públicas... e como fiscalizadora do presidente da República junto ao restante do governo ela tem que ser dura."


MSN NOTÍCIAS